7 benefícios da automação residencial que você precisa conhecer!

Quando falamos em busca por conforto, economia e segurança dentro de casa, a automação residencial é uma opção interessante de investimento. Afinal, o uso das tecnologias já é comum em todos os âmbitos e possibilita mais facilidade para o dia a dia. No entanto, para aplicar corretamente, com custos moderados e as ferramentas adequadas, é importante se atualizar sobre o assunto.

Neste conteúdo, você vai conferir detalhes sobre os benefícios da automação. Assim, é possível saber exatamente quais os impactos desse tipo de estratégia. Continue lendo e aprenda o que você precisa sobre o tema!

O que é automação residencial e em quais áreas pode ser aplicada?

Trata-se do uso de tecnologias no ambiente doméstico para controlar os objetos e componentes de uma casa. O objetivo é realizar uma integração de todos os equipamentos, possibilitando facilidade e agilidade na administração deles. Assim, dá para conectar todos os pontos da residência e monitorar tudo o que ocorre de uma maneira mais efetiva.

Ou seja, é um conjunto de sistemas que controla cortinas, câmeras, lâmpadas, eletroeletrônicos e outros, com o poder de ligar/desligar na mão do usuário, no seu smartphone.

Desse modo, ele não precisa gastar tempo e esforço em tarefas cotidianas e pode se concentrar em outras questões mais relevantes, como o trabalho ou tempo com a família. Vamos detalhar as áreas e os exemplos de uso mais adiante.

Essa aplicação começou a se tornar relevante nos anos 70, com o avanço da tecnologia dos sistemas de controle. Atualmente, cresce paralelamente à evolução da Internet das Coisas (IoT), uma inovação que busca conectar objetos do dia a dia, integrá-los via rede e gerar inteligência e conhecimento para as pessoas, com sugestões e insights relevantes.

O uso de sensores, para perceber o que ocorre no ambiente, é combinado com o de atuadores, equipamentos que realizam ações. Esses componentes são conectados por uma rede que permite o tráfego dos dados sem necessidade de cabos e fios.

Áreas de aplicação

Ao falar um pouco sobre esse tema, fica claro que as possibilidades de aplicação são inúmeras. Por isso, a instalação em cada local vai depender das necessidades das famílias. Todas as opções são focadas em transformar atividades comuns em simples comandos, acionados a qualquer momento e em qualquer ponto da casa e até mesmo fora dela.

Um dos usos mais comuns é para fins de segurança. Com o aumento da periculosidade nas ruas e bairros, muitos usuários preferem reforçar o sistema de proteção de suas residências, a fim de captar o que acontece e ser capaz de realizar ações preventivas.

Também é possível utilizar essas tecnologias para controlar e monitorar a rede de energia, bem como acompanhar as atividades que os filhos realizam e a saúde e bem-estar deles.

Muitos ainda preferem que esses aparatos sejam aplicados para o entretenimento, com a instalação de equipamentos para que consigam ver filmes e ouvir músicas em casa com praticidade e maior qualidade.

Quais as vantagens da automação?

Diante disso, vamos esclarecer quais são as vantagens de obter um sistema de automação residencial.

1. Melhora na segurança

Como já falamos, a segurança é um dos aspectos principais que motivam esse tipo de instalação. O uso dos sensores permite o acompanhamento exato do que está acontecendo e diversas possibilidades são configuradas a fim de assegurar a proteção dos moradores. O importante é contar com a facilidade de estabelecer comandos em qualquer local, via rede.

É possível usar câmeras para identificar movimento, persianas automáticas para proteger a privacidade, além de sensores de presença que detectam quem entra e sai, e acionam alarmes quando a pessoa não é reconhecida. Além disso, dá para estabelecer gatilhos e fluxos automáticos, com base em outras ações, como ligar a luz somente quando houver alguém confiável.

2. Economia de energia

O uso de internet das coisas e outros equipamentos tecnológicos para controle de energia já é uma realidade na indústria. Da mesma forma, pode ser aplicado nas residências, a fim de permitir economia no consumo de eletricidade e de recursos naturais como a água.

Os donos da casa podem estabelecer alarmes e colocar limites de uso, por exemplo, com total visibilidade sobre a utilização.

Com isso, dispõem de indicadores importantes para mensurar o gasto com essas formas energéticas. Assim, os usuários conseguem economizar bastante nas contas, sem precisarem arcar com uma instalação extra.

3. Comodidade

No geral, automação residencial é sinônimo de comodidade. Como já falamos, o dono da casa passará a ter o controle de diversos equipamentos da residência em sua mão, em qualquer momento e em outros locais. Da mesma forma, poderá contar com dados importantes e auxílio de tecnologias que funcionam como um assistente para auxiliar na otimização das tarefas diárias.

Quando estiver descansando em algum cômodo, não precisará levantar para acender uma lâmpada, baixar a persiana ou ligar a TV, por exemplo. Muito menos precisará de diferentes controles para cada equipamento. Tudo é integrado em um sistema.

4. ROI de longo prazo

Outra característica que vale menção é o aumento do ROI, retorno sobre o investimento. Sabemos que automatizar uma residência requer um custo, bem como conhecimento sobre o que está sendo feito, mas também compensa os gastos dentro de um longo prazo. Dessa maneira, o usuário fica com a certeza de que não perdeu nada, apenas ganhou com segurança e economia.

Ou seja, além dos benefícios indiretos, como comodidade e proteção, o dono da casa obterá retorno direto em termos financeiros mesmo. Com contas cada vez menores e menos problema para solucionar, ele terá economizado o valor suficiente para repor o que investiu inicialmente. Ademais, essas tecnologias ajudam a valorizar o imóvel, o que torna a ideia de vender ainda mais lucrativa.

5. Proteção contra black-outs

Em situações de apagão, as pessoas geralmente temem por invasões e crimes em suas casas. Afinal, elas se encontram vulneráveis aos movimentos de bandidos. Com o sistema de automação ligado, é possível reduzir esse medo, pois tudo é controlável e monitorado, até mesmo nessas situações. É possível acionar lâmpadas de emergência também para ajudar na segurança e nas atividades rotineiras nesses momentos.

6. Personalização

Um dos aspectos mais importantes desse uso da tecnologia é o fato de que pode ser aplicado de diferentes maneiras, como já apresentamos nos exemplos do primeiro tópico. Ou seja, viabiliza personalização de acordo com as demandas de cada família, com foco maior no que eles precisarem.

Os donos conseguem instalar e priorizar a segurança em detrimento do entretenimento, por exemplo. Ou até mesmo focar nos dois, caso seja relevante. Tudo fica a cargo do cliente.

7. Sustentabilidade

Se a automação permite controle do consumo de energia, ela se conecta diretamente com um tema relevante dos nossos dias: a sustentabilidade. Essa necessidade é fundamental atualmente, visto que o cuidado com o meio ambiente se tornou uma preocupação em escala global.

Com o controle do que é usado e foco maior em eficiência, as famílias conseguem diminuir o impacto ao meio ambiente e policiar suas práticas a fim de assegurar proteção e responsabilidade.

Isso não somente representa conformidade com uma bandeira mundial muito importante, como também gera maior bem-estar para as pessoas e os membros da casa. A curto e longo prazo, os seres humanos agradecem essa ação.

Como vimos, os benefícios da automação residencial são extremamente convincentes e significam que é recompensador investir nesse tipo de aplicação das tecnologias. Afinal, é uma ótima maneira de conseguir diversos benefícios de uma só vez, com um único processo de adequação. O mais interessante é que essa forma de automação está em constante evolução para melhorar essas vantagens e a vida dos clientes.

Gostou do conteúdo? Se quiser continuar antenado na evolução desse tema, acompanhe a Quero Automação nas redes sociais. Estamos no Facebook, Twitter e Instagram.