A comida do cachorro e a automação

Quem me conhece sabe que eu amo cães.

Eu tenho um vira-lata que adotei de um mendigo. O nome dele é Pirata. A minha esposa tem um Pug que se chama Magoo.

Eles são parte da nossa família e nós cuidamos muito bem deles.

Uma das coisas que faz parte do cuidado é dar alimentação natural, e não ração, para uma vida mais saudável.

Eu poderia escrever um artigo sobre isso, mas fica para outra oportunidade.

O fato é que eles comem comida e estão muito bem! Uma amiga minha faz a comida deles e entrega a cada 15 dias.

Por que estou te contando isso?

Na minha casa eu tenho um interfone que permite que todos os membros da família atendam a campainha (e abram a porta) de qualquer lugar do mundo.

É bem simples, quando alguém aperta a campainha todos os celulares tocam e quem atender primeiro consegue ver, falar, ouvir e abrir a porta pelo App.

Esse recurso não era tão útil quando eu tinha pessoas trabalhando em casa, já que sempre havia alguém para atender e receber as entregas.

Mas agora que estamos só eu, a Ju e os cães, poder atender a porta de qualquer local pelo celular é uma das coisas que eu mais gosto na automação.

E o que isso tem a ver com os cães?

Eu quase perdi um lote inteiro de comida se não fosse o meu sistema de portaria remota.

Como a comida sai da cozinha e vem direto para a minha casa, ela estraga rápido e precisa ser congelada no mesmo dia.

Se eu não pudesse atender e falar com o entregador, e pedir para ele entregar na casa dos meus pais, eu certamente teria perdido o lote inteiro.

Pior do que perder um lote (que não é barato), é que meus cães ficariam sem comida, e isso sim é um problema para mim.

Essa é apenas uma das muitas vantagens de viver em uma casa automatizada.

Nesse vídeo eu mostro como configurar um vídeo porteiro no FIBARO usando uma câmera IP genérica e 2 relês.

O Workshop de Automação está chegando!

Dentro de alguns dias você vai participar das aulas AO VIVO transmitidas pelo Youtube, onde eu vou te passar tudo o que você precisa saber para entrar e vencer nesse mercado.

Um abraço,
Vinicius