Como construir uma casa inteligente? Entenda aqui

As casas inteligentes têm aumentado em um âmbito mundial — e no Brasil, não é diferente. Apesar de não ter muitas residências com automação, se comparado ao número total de moradias em nosso país — cerca de 63 milhões de habitações e apenas 300 mil casas inteligentes — ainda assim, podemos notar que esse setor está crescendo.

A automação em residências é utilizada para aumentar o conforto, a segurança e a economia de energia.

Você gostaria de automatizar a sua casa, mas não sabe por onde começar? Então, continue a leitura deste artigo, pois ele vai explicar como construir uma casa inteligente. Confira!

O que é necessário ter no projeto?

São muitas as tecnologias que podem ser usadas para deixar a sua casa inteligente, mas o primeiro passo é ter uma boa internet e um roteador potente para que tudo funcione perfeitamente.

Depois de cuidar disso, basta definir qual ambiente será automatizado. A seguir, listamos as principais opções.

Segurança

No setor de segurança, é possível utilizar uma fechadura inteligente — ou smart lock. Assim, as portas da sua casa podem ser abertas utilizando biometria, senha, cartão RFID ou pelo App.

No mercado, já existem kits que monitoram também as janelas e portas com sensores de presença — como os vistos em portas de lojas, shoppings, clínicas ou hospitais.

Além desses dispositivos, existem as câmeras, que são utilizadas na área da segurança. Por elas, você pode visualizar a entrada da casa pelo seu celular ou tablet e também ouvir e falar com quem está na casa.

Medidores inteligentes

Em vários países, é possível encontrar medidores de eletricidade, gás e água inteligentes. Essa é uma ótima ferramenta, pois você consegue saber exatamente quanto gasta e pode ter uma noção de como poupar energia e água — tendo em vista, principalmente, o meio ambiente.

Para saber onde é possível encontrar os medidores inteligentes no Brasil, aconselhamos você a fazer uma busca rápida na internet, além de ver como funciona a instalação em sua casa.

Smart hubs

O smart hub pode ser definido como um controle universal, sendo bem útil para uma residência automatizada. Ele pode comandar outros dispositivos da sua casa por meio de Wi-Fi, sinais de radiofrequência e infravermelho — porém, os modelos mais comuns usam o infravermelho.

O propósito do smart hub é coordenar tudo de forma inteligente. Por isso, já existe um número considerável de empresas que fabricam esse dispositivo.

As marcas mais conhecidas são Geeklink, Positivo, Geonav e Broadlink. Seus produtos oferecem controles por comando de voz, para que você possa ajustar o volume da sua televisão e também a temperatura do ar-condicionado, por exemplo.

Detectores de fumaça

Ligados à segurança, os detectores de fumaça também podem entrar na lista de dispositivos tecnológicos em sua casa. É possível receber as informações pelo seu smartphone, além de testá-lo e saber a quantidade de bateria que ainda tem.

A vantagem de ter um alarme de fumaça conectado ao seu celular é que você recebe um alerta (SMS e Push) em caso de incêndio — um fator determinante nessas situações.

Iluminação

Você sabia que a iluminação da casa também pode ser controlada por comando de voz ou telefone celular?

Para fazer com que a iluminação possa ser controlada de forma remota, basta comprar lâmpadas Wi-Fi ou instalar módulos nos circuitos elétricos.

Esse procedimento é feito por um especialista, encontre o profissional mais próximo de você nesse link.

Como preparar a casa durante a obra?

Durante a obra, é recomendado a preparação da casa para receber o sistema de automação, áudio, redes e todo o cabeamento para CFTV.

Se você vai construir uma casa do zero e tem certeza de que quer fazer essas instalações, pode inclui-las no projeto da obra e contratar uma empresa especializada para auxiliar e trabalhar em conjunto com os demais profissionais.

Contratar técnicos que trabalhem especificamente com automação de casas é o passo inicial para que a sua residência seja do jeito que você deseja. Por isso, ainda que pareça fácil, a contratação de especialistas é fundamental. Afinal, apenas assim é possível garantir que tudo funcionará como o esperado.

Como escolher as melhores tecnologias?

Quando fazemos uma rápida busca na internet, podemos encontrar várias opções de tecnologia para a residência, além de sites que fazem análises dos produtos e comparações.

A automação, aliada ao uso da tecnologia, surge para trazer conforto e segurança aos moradores. Por isso, o ideal é escolher marcas conhecidas, pesquisar bastante e analisar a funcionalidade e os preços. O técnico integrador pode ajudá-lo com essas questões.

Alguns exemplos de marcas na área de residências inteligentes são:

  • a Geonav, com a linha de automação Wi-Fi;
  • a Alexa, da Amazon, com o assistente de voz;
  • a FIBARO, com a linha de automação Z-Wave; e
  • a Yamaha, com sistema de som Audio Cast.

Neste artigo, apresentamos algumas informações sobre como construir uma casa inteligente. Lembre-se de que o ideal é aproveitar o momento da construção para fazer a preparação da casa.

É importante ter em mente que uma casa automatizada e com energia solar se torna bem valorizada, caso queira vendê-la no futuro.